Curso de Farmácia: Fique por dentro desta graduação

quanto ganha um engenheiro civil?
Quanto ganha um Engenheiro Civil? Veja o mercado de trabalho da profissão
16 de Fevereiro de 2018
Faculdade de Psicologia
O que se estuda na faculdade de psicologia?
16 de Fevereiro de 2018
curso de farmácia

O que você sabe sobre o curso de farmácia? Conheça melhor essa graduação e as possíveis atuações!

A área farmacêutica é aquela que estuda diversos tipos de medicamentos, a forma como eles são vendidos e consumidos, sua atuação no organismo, qual a dosagem ideal e em que medida a quantidade ingerida pode ser prejudicial.

Além de preparar medicamentos personalizados, o farmacêutico também é capaz de identificar as reações que determinadas substâncias exercem em nosso organismo; formular cosméticos e produtos de higiene; examinar e testar novos componentes e princípios ativos; analisar a composição e controlar a qualidade de alimentos industrializados.

A responsabilidade deste profissional é grande e por isso, é importante que ele tenha um perfil humanista. As atividades desenvolvidas pelo farmacêutico geram impacto direto na saúde das pessoas. Daí a importância da presença da ética e do senso de responsabilidade. Um bom profissional também deve estar sempre atualizado sobre novos produtos e tecnologias aplicadas à Farmácia. Definir uma área de interesse dentro do amplo leque de possibilidades profissionais é fundamental para manter o foco.

 

Como funciona o curso de Farmácia?

O curso de Farmácia tem a duração média de 5 anos e disciplinas das áreas de biologia, física e química acompanham o aluno durante todo o curso. Além das atividades práticas em laboratório, a estrutura curricular conta também com matérias como:

– Imunologia
– Biologia Geral e Histologia
– Genética Molecular
– Bioquímica Metabólica
– Neurociências
– Farmacobotânica
– Bioestatística
– Epidemologia
– Farmacotécnica
– Química Farmacêutica
– Química Orgânica

Como você pode ver, muita química e biologia estão presentes no curso de Farmácia, se esta for sua opção. Por isso, facilita se você já gostar destes assuntos.

Nas unidades da FTC onde o curso de Farmácia é ofertado (Feira de Santana,Vitória da Conquista, Itabuna e Jequié), o estudante é capacitado para estudar a composição e os processos produtivos de medicamentos, cosméticos e alimentos industrializados; examinar e testar substâncias e princípios ativos que entram em sua composição e observar as reações provocadas no organismo; registrar novas drogas, distribuir e comercializar os produtos e verificar se estes chegam ao consumidor dentro das normas sanitárias; entre outras atividades exercidas pelo farmacêutico.

Além disso, o aluno dispõe de um corpo docente compostos por profissionais renomados no mercado de trabalho, atividades práticas durante todo o curso de Farmácia, e infraestrutura adequada para o aprendizado.

Nos últimos semestres, os futuros farmacêuticos são familiarizados com os diversos campos de atuação da área, por meio de estágios supervisionados, e concluem o curso preparados para o mercado de trabalho.

 

E o mercado de trabalho?

O poder de consumo dos brasileiros aumentou nas últimas décadas e, consequentemente, o mercado de cosméticos cresceu, favorecendo os farmacêuticos. Além disso, toda farmácia e drogaria deve ter um farmacêutico presente, bem como nas unidades básicas de saúde, o que amplia a demanda por bons profissionais da área. Dados recentes do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) revelam que 94,3% dos farmacêuticos do país estão empregados.

O tamanho da população brasileira, o aumento da renda e a ampliação de programas governamentais de assistência farmacêutica tornam o mercado brasileiro desta área o oitavo maior do mundo – podendo chegar a ser o quinto até 2021, segundo a Associação Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma).

Laboratórios de análises clínicas e fábricas de medicamentos e cosméticos são grandes empregadores e buscam cada vez mais profissionais bem qualificados. Há também um aumento na demanda por gestores na indústria farmacêutica.

Outro empregador tradicional que tem apresentado crescimento é o setor público, por meio de farmácias populares e serviços de vigilância sanitária. Também há a opção de atuar na área científica, como biologia molecular e toxicologia forense. Confira alguns campos de atuação no mercado:

  • Análises clínicas e toxicológicas: detecta doenças causadas por agentes infecciosos ou intoxicação analisando o material biológico.
  • Alimentos: controla a qualidade dos alimentos e analisa a ação de determinadas substâncias no organismo humano.
  • Atenção farmacêutica: orienta pacientes em drogarias, laboratórios e indústrias farmacêuticas.
  • Área ambiental: controla a qualidade da água, do solo e do ar em determinadas regiões.
  • Biologia molecular: faz análises laboratoriais envolvendo técnicas de biologia molecular, em exames como o de paternidade.
  • Bioquímica clínica: analisa exames para verificar as alterações do organismo detectáveis por testes laboratoriais.
  • Farmácia clínica: assessora médicos e enfermeiros, acompanhando pacientes submetidos a longos tratamentos.
  • Cosmetologia: formula cosméticos e produtos de higiene em indústrias e farmácias de manipulação, atuando no controle de qualidade desses produtos.
  • Vigilância sanitária: analisa e controla medicamentos, insumos para laboratórios ou alimentos.
  • Vendas: prepara remédios personalizados, conforme prescrição médica e comercializa medicamentos em drogarias ou diretamente para hospitais e postos de saúde.
  • Farmacovigilância: analisa medicamentos e cosméticos para saber se cumprem o que prometem ao consumidor.

São mais de 70 atividades farmacêuticas que esse profissional está autorizado a exercer. Para isso, é preciso ter, além do diploma no curso de Farmácia, o registro no Conselho Regional de Farmácia do estado onde trabalha.

Os farmacêuticos não possuem um salário mínimo único em todo o Brasil, o piso é definido em cada Estado pelas convenções e acordos coletivos firmados nos sindicatos, variando de acordo com o número de horas semanais, a função exercida e o setor em que o profissional trabalha.

A média nacional de remuneração nesta área, segundo uma pesquisa realizada pelo site de empregos Catho, fica em torno de R$ 2.700. Em relação aos cargos especificamente, um Farmacêutico Bioquímico pode ganhar até R$ 2.931; Supervisor de Farmácia, R$ 2.788; Farmacêutico Hospitalar, R$ 2.926; Coordenador de Laboratório, R$ 3.138; Gerente de Farmácia, R$ 3.573; Farmacêutico Industrial, R$ 2.601.

Todo ano, uma grande quantidade de medicamentos é lançada e a legislação passa por mudanças constantes, o que faz com que o exercício da profissão de farmacêutico, independentemente da sua área de atuação, exija formação e atualizações permanentes.

Para manter uma boa posição no mercado de trabalho, congressos, seminários e cursos de especialização são fundamentais. Também cabe ao profissional estar atento à adequação de cada medicamento à necessidade de seus pacientes.

Ficou interessado? Procure conversar com profissionais experientes e coordenadores de cursos de Farmácia para conseguir mais informações sobre o exercício da profissão, o mercado e as possibilidades de ampliar suas chances. Boa sorte!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *